Os Clefairys do Mt. Moon

120px-035Clefairy

  Graças ao veículo dado pelo Professor Oak, o ZERO-ONE, Nones chegou ao Mt. Moon em alguns dias, de fato era uma invenção genial – “Snap usou esse veículo para tirar fotos de Pokémon para ajudar em minha pesquisa, antes ZERO-ONE locomovia através de caminhos predeterminados e seguia apenas por essa rota… caso algum Pokémon entrasse em sua frente, um mecanismo de segurança seria ativado e não continuaria o curso até que o Pokémon saísse… fiz diversas melhorias, ainda é um veículo para ser utilizado em qualquer terreno e local, está um pouco mais compacto, mas é possível escolher a direção que ele irá como qualquer outro veículo” – Nones conseguiu entrar e se locomover pelo Mt. Moon sem problemas.

  Capturou alguns Pokémon para estudá-los, estava fazendo anotações e analisando o corpo de seu Paras, apesar do registro da Pokédex, achava incrível o equilíbrio do Pokémon inseto com os cogumelos em suas costas. Infelizmente não estava próximo de qualquer centro Pokémon para entrar em contato com o Professor Oak, teria de sair pelo caminho de Cerulean ou continuar em direção à cidade de Pewter, então fez uma pausa, desligou o ZERO-ONE e leu seu manual que o Professor entregou, entendeu como funciona a invenção, há uma enorme bateria e três opções de recargar: automática, manual e outras.

  Para sua infelicidade, a página explicando como funciona cada uma das opções estava rasgada e faltando no manual, resolveu apertar esses botões, apertando “manual”, apareceu uma manivela para mover e gerar energia… desejou nunca depender dessa opção…. Apertando “automática”, após um momento ouviu um barulho e na tela do ZERO-ONE apareceu uma barra de energia e o ícone de carregando; continuou procurando no manual qualquer informação a respeito da bateria, encontrou uma seção que indicava que a bateria suportaria até uma semana sem precisar ser carregada, mas para longas viagens, sempre que parasse é aconselhável selecionar a opção de recarga automática, disse num tom de surpresa – “Essa invenção sem dúvidas é fantástica!”.

  Após algumas horas, desativou a opção de recarga e continuou seu caminho, avistou alguns Clefairys dançando em direção a um lugar mais profundo no Mt. Moon – “Clefairys! Se segui-los provavelmente descobrirei algo mais sobre eles que a Pokédex não me revelou…” – decidiu seguir, no caminho foi surpreendido por dois rapazes, Sora e Bep, que encaravam o seu veículo com estranheza – “Que….coisa é essa?!” – perguntou Sora, Nones o respondeu –” Coisa não, é o ZERO-ONE, ganhei de presente do Professor Oak!” – Bep circulava o ZERO-ONE e exclamou –“Que invenção legal!! Como funciona?!”.

  Após se apresentarem, Nones sugeriu que continuassem pelo caminho que os Clefairy foram, talvez descobrirão algo! Ficaram surpresos ao descobrir um grande lugar com uma imensa rocha no centro, os Clefairy estavam todos parados em volta, a luz da Lua invadiu o local por uma fresta e iluminou o local, os Clefairy começaram a dançar e cantar em volta da rocha.

  Alguns minutos depois, a rocha começou a brilhar, talvez fosse a própria luz do luar, talvez fosse a dança e canto dos Clefairy ou talvez ambos, não importava no momento… não tinham palavras para descrever o quão belo era a rocha brilhando num tom azul-claro, Nones começou a fazer notas. De repente, os Clefairy pararam e olharam para um canto, uma explosão aconteceu, Sora, Bep e Nones olharam assustados para o buraco causado pela explosão…

seta-leftseta-right

sig2-Sora

Deixar uma resposta