A História do Treinador Matt: Capítulo 5


Fanfic


No outro dia:

– Matt! Matt!
– O que foi? Só mais cinco minutos. – disse o garoto com voz de sono.
– Nós chegamos, o navio atracou no porto de Hau’oli!
– Nós chegamos??!! – disse o garoto rapidamente se levantando da cama.
– Sim, nós chegamos. Posso ver o meu irmão e Professor Kukui pelo convés do navio! Vamos logo! – disse Karina muito animada.

No porto de Hau’oli, fora do navio:

– Alola! – cumprimentou o Professor Kukui.
– Alola, Professor. Alola, irmãozinho! – disse Karina mais animada do que antes!
– Bem vinda de volta, irmãzona! – disse o garoto que era menor que Matt.
– Brian, quero que conheça o Matt. Ele viajará conosco por Alola. – disse a garota.
– Oi. – disse Brian um pouco envergonhado.
– Oi. Já sei, vou mostrar o meu Pokémon! – disse Matt animadíssimo de finalmente ter chegado. – Bulbasaur, vamos lá!
– Bulba! – disse o Pokémon ao sair de sua pokébola.
– Uau, um Bulbasaur! Eu nunca tinha visto um de verdade antes. – disse Brian com os olhos brilhando de curiosidade.
– É realmente um Pokémon fascinante. Ele me faz lembrar meu tempo de aventuras como um treinador Pokémon. – disse o Professor Kukui saudosamente. – Bem, o que acham de ir até a minha casa? Tenho um presente para dar a você Matt.
– Sério? Que legal! – disse Matt animado.
Casa do Professor Kukui:
– Uau, todo esse equipamento é demais! – Matt falou boquiaberto. – Não é mesmo, Bulbasaur?
– Saur. – disse Bulbasaur tão surpreso quanto Matt.
Kukui segura um objeto vermelho e ao seu lado está o Pokémon Rotom.
– Matt, esse é Rotom, ele viajará com você durante a sua jornada em Alola. – disse Kukui.
– Como assim? – perguntou Matt confuso.
– Em Alola, Rotom é capaz de entrar na Pokédex e fazer parte dela. – explicou Kukui.
– Uau! Isso é fantástico! Então será eu, Bulbasaur, Karina, Brian e Rotom em uma jornada em Alola! – disse Matt animadíssimo.
– Professor Kukui? – perguntou Brian receoso.
– Sim, Brian. – respondeu-lhe Kukui.
–- Meu pai disse, que quando Karina chegasse era para você me dar o meu Pokémon que estava em seu laboratório. – disse Brian envergonhado.
– É verdade, eu já havia esquecido. – explicou-lhe Kukui, tirando uma pokébola vermelha e branca do bolso do seu jaleco. – Aqui está. – disse Kukui, entregando a pokébola a Brian.
– Ok, pode sair. – disse Brian lançando a sua pokébola.
Em um clarão branco, surge um pequeno Pokémon marrom que se assemelha a uma raposa.
– Vee! – disse o pokémon.
– Nossa, é um Eevee. – afirmou Karina.
– É. Papai capturou-a para mim logo quando você saiu para sua jornada em Kanto, Karina. Ele deixou aqui com o professor Kukui, para quando você chegasse eu pudesse desafiar os capitães das Ilhas. – explicou Brian.
– Então, suponho que não temos mais novidades. – Disse o Professor Kukui.
– Não está esquecendo-se de nada, Professor Kukui? – perguntou-lhe Karina.
– Mas é claro! Como pude esquecer. – disse o Professor Kukui, entregando aos garotos uma pokédex.
– Uma pokédex. – afirmou Matt.
– Sim, essa é a pokédex de Alola. E assim como todas as outras, ela possui informações de todos os Pokémon existentes em Alola. Vocês estão ouvindo? – perguntou Kukui.
– Sim, mas que zunido é esse? – perguntou Matt.
Um Pokémon feito de eletricidade surgiu de um dos computadores no laboratório do Professor Kukui.
– Rotom! – disse o Pokémon animadíssimo. Logo ele voou até a pokédex que estava na mão de Kukui e entrou nela.
– Atualizando dados. – Disse uma voz robótica que vinha da pokédex. – Alola! Eu sou o Rotomdex, a partir de agora acompanharei vocês em sua jornada pela região de Alola.
– Fantástico! – disse Matt. – Tudo em Alola é maravilhoso.
– Presumo que esteja na hora de vocês seguirem sua jornada, pessoal. – disse Kukui guiando-os até a saída do laboratório. – Nos veremos logo.

Autor
Fábio Ortiz Goulart


Deixar uma resposta