A História do Treinador Matt: Capítulo 4


Fanfic


Dentro do navio:

– Bom agora que estamos por aqui, podemos ligar para o Professor Kukui e avisarmos que estamos à caminho da cidade Hau’oli. – disse Karina piscando um olho para Matt.
– Professor Kukui? – perguntou Matt.
– Sim, ele e sua esposa, a Professora Burnet são os maiores pesquisadores de Alola!
– Uau, que legal! Vocês também tem dois pesquisadores pokémon! – disse Matt com certa fascinação.
– Vamos mais adiante, ali tem um telefone. – disse Karina.
– Ok.
No telefone:
Um homem negro aparece na tela com um grande sorrisão:
– Alola, Karina! – disse o homem.
– Alola, Professor! – respondeu a jovem
– O que te faz entrar em contato? – disse o professor.
– Eu queria avisar que eu estou indo pra casa, gostaria muito que você estivesse pelo porto de Hau’oli para que eu pudesse lhe contar as novidades.
– Mas é claro, seu irmão passará por aqui logo, logo, assim ele poderá ir te ver. – respondeu o professor olhando para o garoto ao lado de Karina.
– Professor esse é o Matt, ele é da cidade Veridiana em Kanto. Ele vai embarcar em uma aventura por Alola e eu o acompanharei. – disse Karina.
– Nossa, isso é demais! Assim vocês dois e Brian, poderão realizar uma aventura conjunta! – disse o professor animadíssimo!
– Quem é Brian? – perguntou Matt.
– Brian é o irmão de Karina. Ele vem pegar o Pokémon inicial dele hoje aqui em meu laboratório, já que o capitão Hala está em viagem. – respondeu o professor.
– Hala não está por aí? Que pena eu gostaria de desafiar o capitão da Ilha Melemele. – disse Karina desapontada.
– Mas você pode começar em outra ilha! – respondeu Kukui.
– Certo! – concordou a jovem.
– Minha comida está no fogo! Nos falamos em breve, tchau! – o professor termina de falar e desliga o telefone.
– O que você acha de liberarmos nossos Pokémon, Matt? – perguntou Karina.
– Excelente ideia! – disse Matt com a pokébola de Bulbasaur em mãos.
– Popplio, Bounsweet, podem sair! – ordenou Karina ao jogar suas pokébolas para o ar.
– Po! Bouns! – disseram os Pokémon ao saírem de suas pokébolas, respectivamente.
– Sua vez, Bulbasaur! – disse Matt jogando sua pokébola ao ar, assim como Karina fez.
– Bulba! – disse o pequeno Pokémon dinossauro.
– Nós estamos indo para Alola. Isso não é demais, amigão? – disse Matt olhando para Bulbasaur.
Bulbasaur o responde com um olhar carinhos.
Karina olha para trás e percebe um pequeno alvoroço entre as pessoas.
– Olha lá, é uma batalha Pokémon! – disse a garota a Matt.
– Será que podemos participar? – perguntou o garoto.
– Não sei, vou perguntar. – disse Karina cutucando o ombro de uma treinadora que estava em batalha, cujo Pokémon era uma Staryu, um Pokémon que se assemelha a uma estrela-do-mar marrom com uma gema no meio de seu corpo.
– Oi? Posso ajuda-los? – respondeu a treinadora.
– Eu e meu amigo, gostaríamos de batalhar, podemos? – perguntou Karina à mulher.
– Mas é claro! – a mulher lhe respondeu com um sorriso amigável.
Minutos depois:
– Vamos lá Bounsweet! – ordenou Karina à sua Pokémon.
A pequena Pokémon rosada colocou-se à frente no campo de batalha.
– Bulbasaur, vai! – ordenou Matt ao seu Pokémon.
Bulbasaur encarava ferozmente à sua adversária Pokémon.
– Pode começar, Matt. – disse Karina.
– Ok! Bulbasaur, use o folha navalha! – ordenou Matt.
– Bulba! – disse Bulbasaur ao usar sua folhas navalhas.
– Bounsweet, desvie! – ordenou Karina.
Bounsweet desvio com sucesso sem que nenhuma das folhas navalhas a acertasse.
– Minha vez! – disse Karina. – Bounsweet, use a folha mágica!
Folhas semelhantes às do ataque Folha navalha de Bulbasaur forma lançadas, acertando o Pokémon adversário com sucesso.
– Bulba! – reclamou Bulbasaur.
– Certo. Bulbasaur use o investida! – ordenou-lhe Matt.
– Bulba! – gritou o Pokémon em direção á Bounsweet.
O ataque investida acertou o Pokémon em cheio!
– Sweet! – disse o Pokémon de Karina.
– Muito bem Bounsweet, use o giro rápido!
Bulbasaur foi atingido e caiu nocauteado no chão.
– Bulbasaur! – disse Matt. – Você está bem amigão? – perguntou o menino ao seu Pokémon.
– Bounsweet retorne! – disse Karina, enquanto uma luz vermelha cobria Bounsweet por completo e o fazia retornar à sua Pokébola. – Foi uma boa batalha. – disse tentando animar Matt.
– Você achou? – disse Matt desapontado.
– Claro que sim! – disse Karina. – Acho que agora devemos dormir, para amanhã chegarmos à cidade Hau’oli.

 

Autor
Fábio Ortiz Goulart


Deixar uma resposta